Saúde Villa Clínica na Vila Laura (Brotas) em Salvador

Especialidades

Exames/Procedimentos | Coloproctologia

Anuscopia

É um procedimento simples, realizado no consultório do proctologista, com o objetivo de avaliar o canal anal.

É o melhor método para examinar hemorróidas, fissuras anais, fístulas, tumores e outras lesões do canal anal.

O instrumento usado para a realização do exame é o anuscópio, um pequeno equipamento tubular rígido, que é inserido poucos centímetros no interior do ânus.

O exame não é doloroso. O paciente poderá sentir uma pequena pressão ou vontade de evacuar.

A anuscopia permite a realização de biópsias, quando necessário.

 

Prevenção do câncer do cólon e reto (câncer do intestino)

O câncer colorretal abrange tumores que acometem o intestino grosso (cólon) e o reto.

É tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos.

Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Uma maneira de prevenir o aparecimento dos tumores seria a detecção e a remoção dos pólipos antes de eles se tornarem malignos.

O câncer colorretal encontra-se entre os dez primeiros tipos de câncer mais incidentes, sendo a quinta causa de morte por câncer no Brasil.

Acomete homens e mulheres principalmente após os 50 anos de idade.

Os dois principais fatores de risco relacionados ao câncer do intestino são: idade maior ou igual a 50 anos e alimentação pobre em frutas, vegetais e fibras e rica em gordura animal.

 

Principais marcadores para identificação de grupos de risco

· Idade superior a 50 anos.

· História de adenomas ou câncer de cólon e reto em parentes de primeiro grau.

· História pessoal pregressa de câncer ovário, endométrio ou mama.

· Portadores de colite ulcerativa crônica ou Doença de Crohn.

· Algumas condições hereditárias como a polipose adenomatosa familiar e o câncer colorretal hereditário sem polipose.

 

Prevenção e detecção precoce

Os pacientes devem ser encaminhados para consulta especializada onde o médico irá fornecer orientações baseadas em protocolos bem definidos:

· Oferecer rastreamento por pesquisa de sangue oculto nas fezes para população com idade igual ou superior a 50 anos, anual (preferencialmente) ou bienal.

· Oferecer colonoscopia para aqueles com pesquisa de sangue oculto nas fezes positiva.

· Em grupos de risco, os métodos endoscópicos devem ser priorizados. A frequência da realização da colonoscopia deverá ser determinada pelo médico.

· A prevenção primária deve basear-se na adoção de uma dieta saudável, rica em fibras, frutas e vegetais e pobre em gordura animal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saúde Villa Clínica © 2017 | Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por BeeWeb